19 de novembro de 2009

Post-it

[Eu estava deitada na cama, agonizando, testando o som de todos os palavrões que eu conheço, quando percebi que, pela primeira vez em muito tempo, tudo em mim dói - até os dentes -, menos o coração. Estou com 39 graus de febre, e ainda assim não me sinto queimar tanto como quando estou em seus braços].

24 comentários:

Marcelo Mayer disse...

se consumindo

Angelo A. P. Nascimento disse...

O sentimento é físico. Perpassa tudo que há em nós. Não tem nada de entranhas. Bate no peito, aliás, às vezes surra o peito!
bjs

César Fernández disse...

"Meu amor, esse amor
Dá 40 graus de febre
Queima pra valer... Queima pra valer...
É assim como o sol
Derretendo toda a neve
Dentro de você... Dentro de você..."

Dandara disse...

Estou com inveja, nem nego.

Tiago Fagner disse...

Moça melhoras para sua febre biológica, e febre na dose certa para o seu coração!

jackie disse...

tenho um pouco de medo de comentar em posts tão bonitos como estes

Charlie B. disse...

Um minuto de êxtase!

=D

Erica Ferro disse...

Porque quando você está nos braços dele, você, simplesmente entra em combustão. ;)

Um beijo.

Ela disse...

Muito melhor queimar nos braços de alguém, ainda que mal se perceba em números exatos...

Erica Vittorazzi disse...

Lindo texto!!! E todos nós sabemos o que é isso...

Mariana disse...

não há remédio que se faça abaixar a febre enquanto o coração continuar doente...

André S. Lima disse...

sempre haverá questionamentos, pricipalemente da minha parte que penso não saber nada sobre sentimentalismo.

kinha disse...

As dores da alma são certamente muito mais avassaladoras. O que é uma febre comparada à um romance?!
hehehehe
;]

gabriela m. disse...

oba, tá amando.

Rodriguez disse...

Nesse calor não sei se queimar é bom não...uahauhauahuah

Agradecido pela interação lá no blog, beijão!

meus instantes e momentos disse...

uau, amor de 40 graus....
quero pra mim tb..
Maurizio

Mariana Andrade. disse...

por isso dizem que a febre mais forte é a paixão.

Charlie B. disse...

'2012' é um belo filme quanto as cenas, mas o roteiro é trash! Eu fiquei em vários momentos rindo dos exageros de irrealidade de sobrevivência hehe..o carinha nem sabia pilotar no começo, depois pega até Boing! uaha

Lacobos disse...

Adoro momentos febris, são a escada segura para outra realidade, viva delírio!

Uacht,

Lacobos
http://dadonanet.blogspot.com

Elizabeth disse...

estar apaixonada rende lindos post's (o plural de post é assim?), né amiga?!

Nathália von Arcosy disse...

O calor da febre é sempre muito mais seguro que o calor 'dele'. O calor deles não apenas queima, mas consome. =/

Nathália von Arcosy disse...

Gostei tanto do teu comentário *-*

Nem falei dos dois pontos, uma pena... fica para a próxima.

Eu também não gosto dessa necessidade doentia de explicar/conceituar tudo, que graça tem a vida sem esses pequenos mistérios? Não consigo viver com toda essa limitação.

Danilo Augusto disse...

No lugar de palavrões tente a palavra seborréia. Funciona!

Luciana disse...

oti q lindo *o*

Quem me segue (se perde comigo)