10 de junho de 2009

Se bastasse querer.

Sabe aquele arrepio na espinha? Uma dorzinha pontiaguda no estômago, uma tremedeira nas pernas, uma mordiscada no canto do lábio para segurar a boca - que parece que ta relaxada de tanto sorrir. Para de rir, Nat. Fixe o olhar num ponto e respire, logo você se acostuma com essa sensação. Eu não sabia se ia durar; nunca sei. Mas queria tanto que durasse! Fazia tempo que não sentia assim: numa hora contanto os segundos para o tempo passar, noutra, fechando os olhos pra parar no tempo. Era como uma dança lenta, e a voz dele me conduzia por um imenso céu, coroado por estrelas prateadas que nos serviam de holofotes. Vez por outra a luz passava por ele, revelando uma fatia fininha do seu rosto; e depois ia sumindo, sumindo, sumindo... Era como ver a lua, minguando sob uma cortina de nuvens. De repente o ritmo se acelerava; meu coração saltava dentro do peito. E nessa hora, quando os olhos se encontravam em uma reta única, e as mãos se apertavam como se para nunca soltar; a cabeça se inclinava (a minha pra cima e a dele pra baixo), e eu tinha que ficar na ponta dos pés para que nossos lábios finalmente conversassem. Sem palavras. Só estalos. Eu queria tanto que durasse! Pena que acabou.

7 comentários:

Bárbara disse...

e não dá pra recomeçar? =#


beijos doces.

César Fernández disse...

que lindo isso *-*

Eduardo disse...

primeiro: você demorou pra postar dessa vez ne? porque nao tem mais seu blog no orkut? quase não achava. ¬¬ acompanhar seu blog faz eu me sentir mais perto de tu
sengundo: tava inspirada ne? neu se fosse voce, nao deixava acabar essa fonte de inspiração.
saudades natinha

André Felipe disse...

eu ava com saudades de ti a dessa tua "poesia intrínseca" HEUAHUEA.
Beijos pra ti.

Juliana disse...

Nathhhhhhhhhhhhhhhhhh.
Não sabia que você tinha blog.
como foi que tu achou o meu???
Que saudade de você.
E sobre o seu texto eu nem comento.
PENA QUE ACABOU [2]

Mas calma minha linda, se for pra ser, vai ser e ponto final.

Amo você :*

cadu disse...

como assim acabou? não dava para esperar o dia dos namorados? ahsuahsuahushaushausa. Lindo texto! Você conseguiu transmitir as sensações de paixão com muito perfeição.

beijos.

Anna disse...

essa história foi real? amei! :]

Quem me segue (se perde comigo)