18 de dezembro de 2009

Síndrome de Raul

Sou a mosca na sua sopa
Sou a roupa daquela moça
Que você sempre quis ver nua

Sou a mosca no seu ouvido
Sou o zumbido insuportável
Que o impede de dormir

Sou a mosca na sua merda
Que pousa na sua comida
E lhe provoca indigestão

Sou a mosca morta
Parada na sua porta
Implorando por seus restos

Mas você nunca me nota.


32 comentários:

Piie'tra disse...

Versos Toscos... Acho que isso expressa bem os meu versos, mas esse até que me faz pensar um pouco... o.O

Tiago Fagner disse...

Nat vamos ser as moscas na sopa, na cama, e nos olhos dos políticos brasileiros?

Bju menina.
PS: Tenho um segredo para te contar!

Marcelo Mayer disse...

é bom termos dias de "raul"

Marcelo Mayer disse...

me sentir um merda, ou uma mosca na merda é frequente

Alan Félix disse...

não achei tosco, diferente, bem "raul".

rsrs


beijo!

Jéssica Trabuco disse...

Versos toscos? Nossa!
rss..

"Euu sou a mosca que posou na sua sopa ♫♪"

Toca Raaaul!! rs

Lacobos disse...

Sou Raulseixista, inclusive na barba que uso e nunca desuso, adorei!

E mals que parei de mosquear as postagens, fim de ano és muy fueda...

Boas Festas e aguardo-te em meu covilento blog!

Uacht,

Lacobos

Pâmela Marques disse...

Gosto de tudo o que tu escreve, Nat. Fato isso.

E hoje eu estou tão azeda, amarga que gostei da parte da indigestão. Era isso que eu queria provocar, hahaha.

Marcel Hartmann disse...

HAHAHA lembrei daquela frase, "queria ser a mosca no seu decote"

Kuriozza disse...

De morta essa mosca não tem nada!

O Raul sabia das coisas. Você também sabe. =)

Charlie B. disse...

Estou abismado.. Mil vezes tosco e ridicularmente adorável, amei amei...

"Sou a mosca na sua merda
Que pousa na sua comida
E lhe provoca indigestão "

Beijos e queijos, mademouseile!

Charlie B.

Iara disse...

Provocando cada vez mais e mais indigestão...se nunca lhe notas... que tal zumbir mais? fazer mais e mais barulho!

Dandara disse...

Eu quero ser uma mosca eterna, que passa e não vai embora da vida das pessoas. Que o zumbido ecoa sempre.

Mariana Andrade. disse...

raul é maluco beleza, e poeta pra mim.
com toda a certeza.

teus versos toscos ficaram ótimos, por sinal ;)

Luciana disse...

Sabe que nem achei tosco... gostei até demais. Adoro Raul!
Se sentor mosca é algo mais comum do que parece...

Beijo, moça!

gabiz disse...

aah, moça. vou te contar uma coisa: no começo, teu blog era pra mim mais um blog que eu achava bom, mas que era apenas mais um blog que eu achava bom o suficiente pra voltar e ler.
mas ultimamente tua escrita tem mudado pra mim, ou eu que mudei pra ela, não sei. sei que agora tá diferente, eu vejo mais honestidade, e gosto mais assim.
agora teu blog passou a ser um blog que eu realmente gosto muito de ler.
'você é não parou morta na minha porta, moça'

hsuahsuahuhsasa bj bj


_____________________

é sim, só chegar e postar, dia sim dia não, uma por dia.
:)

Mikaele Tavares disse...

como não nota?

Vitória Kubitz disse...

Amei os versos,
Queria te perguntar como faço para participar do desafio coletivo...
Ainda tem como?
Obrigada desde já,
Beijos.
;**

Lorenzo Tozzi disse...

a primeira estrofe foi interessante. pena que os comentários do blog não sejam um bom espaço para discuti-la. ):

Erica Vittorazzi disse...

Não achei tosco não. Às vezes também tenho a síndrome de Raul!!!

André S. Lima disse...

Putz, adorei! rs ficou divertido e muito bem definido pelo título.


Beijos, Natália.

Lara disse...

Putz... espero que eu não tenha frustrado você com toda a minha revolta. O curso não é ruim. Talvez seja só uma crise mesmo...

Lara disse...

E não achei seus versos toscos.

Vinícius Remer disse...

Bom marcador. Iniciação a poesia. Continue e viva Raulzito! Maldita mosca não venha me azucrinar :D

Mais um imundo no mundo impuro. disse...

Ah menina, na boa, você é demais, sem mais!

Tiago Fagner disse...

Protesto solitário!
Cadê a atualização do blog?????

Bju!

Agatha disse...

Acho que todos nós temos dias de Raul. Uma mosca incomoda muita gente ..

Erica Ferro disse...

De todos os versos toscos que já li e escrevi na vida, estes foram os menos tocos ou os nada toscos.

"Sou a mosca morta
Parada na sua porta
Implorando por seus restos

Mas você nunca me nota."

É, eu me encaixo nessas linhas de modo fácil.

Beijo, moça linda.

Glauco Guimarães disse...

Tadinha da mosca....

Uriálisson disse...

hum,tem um pouco de tosco,mas é poético....sei lá,gostei,rs

Meninarréa disse...

Achei tosco sim =P. Mas se não fosse tosco não seria tão bom =D.
A propósito, eu adoro o tosco do Raul.

Nathália von Arcosy disse...

E mesmo assim você não me nota. E não faz idéia do que isso dói absurdamente.

Quem me segue (se perde comigo)